ESPIRITUALIDADE


A comunhão com Deus é o envio para a comunhão com o próximo. Somente assim, a vida fraterna em comunidade resplandece efetivamente aqui na terra aquilo que Deus é como família do céu. Essa realidade se faz presente mediante um processo de crescimento da fé, cultivado por uma espiritualidade que busca constantemente a conformidade com o coração de Cristo.

Ninguém pode efetivamente amar o seu próximo se não for incendiado pela espiritualidade evangélica. A luz somente brilhará de coração a coração, se a nossa humanidade estiver ligada ao coração de Jesus, pois de Sua chaga brilha uma luz eterna e uma fonte de amor.

“Exorto-vos, pois – prisioneiro que sou pela causa do Senhor -, que leveis uma vida digna da vocação à qual fostes chamados, com toda humildade e amabilidade, com toda grandeza de alma, suportando-vos mutuamente na caridade” (Ef 4, 1-2). 

A consagração Luz da Vida deve estar envolvida por uma espiritualidade que a envie a uma renovação constante na vivência do carisma, transfigurando-se até atingir a estatura da maturidade de Cristo (Ef 4, 13). 

A espiritualidade Luz da Vida significa trilhar um caminho de encontro com Deus. No evangelho de João, capítulo 03, na conversa de Jesus com Nicodemos, nos é revelado que a espiritualidade nos leva a ver o Reino de Deus, não o reino desse mundo. Quem não nascer de novo não poderá ver o Reino de Deus, assim sendo, a espiritualidade Luz da Vida é ver o Reino de Deus acontecendo dentro de cada Consagrado, cada Noviço, cada membro Luz da Vida. A nossa espiritualidade, então, é esse nascer de novo que nos leva ver o Reino de Deus.

Para o carisma Luz da Vida, quem não nasce de novo não sabe o que é espiritualidade, não sabe como rezar e nem sente saudades de Deus. Somos seres religiosos, por isso, é natural sentimos saudades de Deus, então, não devemos rezar só porque nos disseram que temos que rezar. Não poderemos ver os milagres de Deus, nem reconhecer o Seu poder e a sabedoria divina e sobrenatural se não nascermos de novo. 

Confundimos nascer com aquela primeira experiência com o Senhor, quando Ele se revelou a nós. Este é apenas o princípio desse nascimento. Quem nasce de novo, nasce do próprio Deus, e perseverar neste renascer é uma batalha que levará todo consagrado Luz da Vida a uma espiritualidade cada vez mais profunda.

O Membro Luz da Vida, para cultivar a espiritualidade do carisma, além de viver o Itinerário Espiritual próprio de nossa comunidade, não poderá descuidar-se das práticas fundamentais para se fecundar na vida espiritual:

  • Adoração diária a Jesus Eucarístico;
  • Cultivar a presença de Maria no seio da comunidade, por meio da oração diária do Rosário;
  • Leitura e meditação diária da Palavra de Deus pelo método Lectio Divina;
  • Buscar comunhão efetiva com Deus por meio do sacramento da reconciliação, confessando-se ao menos uma vez por mês, se possível de quinze em quinze dias;
  • Ter amor à Santa Eucaristia, buscando participação diária da Santa Missa;
  • Viver os mandamentos da Lei de Deus, essencialmente, os ensinados por Jesus Cristo (Mat 22, 37-39);
  • Procurar aprofundar o conhecimento na doutrina Católica Apostólica Romana, evitando todo e qualquer contato com falsas doutrinas e/ou qualquer doutrina que nos afaste de nossa fé;
  • Leitura e meditação diária do livro Imitação de Cristo, assim como leitura de livros espirituais que fecundem a espiritualidade Luz da Vida;
  • Dar prioridade às formações internas ministradas, tendo-as como fonte fundamental de crescimento, bem como as orações comunitárias predeterminadas;
  • Participar de cursos que sirvam para o crescimento espiritual de cada um, mesmo que não estejam ligados ao respectivo ministério, visando assim o crescimento apostólico de cada um;
  • Viver a devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ao Imaculado Coração de Maria;
  • Cultivar a devoção aos Santos, em especial, aos Santos Padroeiros:

São João da Cruz e Santa Teresa D’Ávila: formação e espiritualidade;

Santo Antônio: missão;

São Francisco: obras sociais;

São José: Providência Divina;

Bem-aventurado João Paulo II: Projeto Lançai as redes

  • Com o objetivo de alcançarmos uma oração contemplativa, buscamos fortalecer nossa ascese pelos seguintes meios:

Cerco de Jericó mensalmente,

Jejuns às terças e sextas-feiras;

Abstinência de carne às sextas-feiras, de acordo com o que nos aconselha a Santa Mãe Igreja.

“Ser Luz da Vida é assumir o evangelho em sua radicalidade sublime e, partir daí, ser reflexo de Jesus como Luz que dá vida à alma, ser a face de luz do próprio Cristo que ilumina o coração humano” (ECLV).

arrow_upward